Boletim nº 17 - 17 de Janeiro de 2021

EM BUSCA DE UMA NOVA

REFORMA PROTESTANTE

Pr. Renato Prates

ReformationsdenkmalGenf1.jpg

A partir da esquerda: Guilherme Farel, João Calvino, Teodoro de Beza e João Knox

     Ao longo dos seus mais de 2000 anos de história, a Igreja de Cristo tem passado por diversas crises que, apesar de serem bastante agressivas, nunca chegaram a prevalecer sobre ela, cumprindo a palavra de Jesus a Pedro: “...e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. (Mateus 16.18). Contudo, muitas dessas crises corromperam a Igreja com erros doutrinários, que distorceram o ensino das Escrituras, e provocaram prejuízos espirituais incalculáveis, como aqueles combatidos nas 95 Teses de Martinho Lutero contra as indulgências da Igreja Católica Romana, durante o período da Reforma Protestante no Século XVI. Muito embora, o movimento protestante tenha se voltado para as Escrituras, não demorou muito para que ele também sofresse bombardeios teológicos que o afastariam dos princípios da Palavra de Deus. Os reflexos destes desvios podem ser vistos atualmente, nos problemas que a Igreja evangélica brasileira tem vivido, conforme apontamos a baixo: 
    Uma Crise de Identidade: Infelizmente, esta é uma crise que atinge a maior parte das Igrejas brasileiras. Muitos crentes são membros de suas igrejas, a frequentam com regularidade, mas não sabem quase nada a respeito dela. Isto também se dá pela ausência de um discipulado consciente, que informe o novo crente a respeito da fé que ele está abraçando, a doutrina defendida por aquela comunidade de fé, e como surgiu e desenvolveu-se aquela agência de Cristo. A crise de identidade tem provocado diversos problemas como: Rotatividade de membros, que não se firmam em igreja nenhuma; frustrações por causa de expectativas não concretizadas numa determinada comunidade de fé; grande número de adesões a seitas, que se parecem com igrejas, mas não são; e aberturas de outras denominações, por conta de pessoas revoltadas com a instituição igreja; além do aumento do número de crentes sem igreja formal, os “desigrejados”. É preciso viajar no tempo, e resgatar a nossa identidade perdida! 
    Uma Crise Teológica: No século XVI tínhamos apenas uma regra de fé e prática: “As Escrituras Sagradas”. Atualmente temos a bandeira “homoafetiva”, “feminista”, “da prosperidade”, “do MMA”, “dos Empresários da Fé”, “das Indústrias da Fé”, e outros mais que vem surgindo por ai. O cristão brasileiro tem se afastado das Escrituras, e o resultado tem sido catastrófico. A situação é tão precária que em alguns encontros já não se utiliza mais a Bíblia, porque o discurso já não tem nada a ver com ela. Em outros casos, o texto é usado apenas como pretexto, porque no decorrer da mensagem, haverá coisas mais importantes e atuais a serem reveladas pelos profetas da nova geração. Infelizmente, podemos notar que os crentes menos preparados teologicamente, são os mais vulneráveis a tais movimentos, levados de um lado para o outro, por qualquer vento de doutrina. A ausência de um ensino coerente com as Escrituras tem formado cristãos cada vez mais secularistas, fracos na fé e vulneráveis às tentações diabólicas impostas por Satanás. Precisamos urgentemente voltar as Escrituras, e buscar nela a Sã Doutrina que nos faz ser de fato, Igreja de Cristo. 
    Neste próximo dia 31 de outubro, a Reforma Protestante comemora 501 anos de história, e muito embora, a sua contribuição possa parecer obsoleta para muitos, devemos lembrar de que ela fundamentou-se na Palavra de Deus, que é viva, eficaz, e mais cortante do que uma espada de dois gumes. Isto é o que faz a Reforma Protestante ser relevante e atual, mesmo nos nossos dias! Parabéns ao povo reformado, e voltemos a Reforma! 

Durante o período da pandemia o pastor da igreja tem estado disponível para aconselhamentos e reuniões em geral, pelo telefone e internet.

Se você tem alguma necessidade específica procure o pastor da igreja para ser atendido adequadamente. Você pode fazer isto pessoalmente ou através do telefone: (22) 98124-4283.

Por enquanto, as visitações nos lares e atendimentos presenciais no gabinete estão suspensos, por conta da pandemia.

Entre em contato e seja pastoreado amorosamente!

Toda nossa programação, escala da equipe pastoral, novos eventos você encontrará no Menu > Agenda e Eventos.

Ao selecionar um evento, você verá na descrição as informações referentes.

Experimente agora! Clique no botão acima.

Pedidos de Oração

​​​

Pelo fim da pandemia.

Pela chegada do Rev. Renato e Juliana.

Pelo Conselho.

Pela Junta Diaconal.

Pelos Ministérios da Igreja.

Pelos enfermos.

Pelos desempregados.

Pelas Missões.

Pela cidade de Macaé.

Pelo Estado do Rio.

Pelo Brasil.

Pelos afastados do Evangelho.

Pelos novos crentes.

Pelos perdidos.

Renião de Oração

Toda Sexta-feira, 6:00 h

Responsáveis:

Presb. Anderson

Cláudia

Lucília

01 - Julia Ribeiro

05 - Victoria Louzada

05 - Mariah Clen

06 - Marcílio Alves

06 - Heleno Carino

10 - Isaac Lucas

15 - Dagmar Sabino

16 - José Moreira

21 - Nagila P.M.

24 - Carlos da Costa

Dados Bancários :

Quarta Igreja Presbiteriana de Macaé.

CNPJ: 16.701.498/0001-50. 

Banco Itaú (341).

Agência: 0941.

Conta-Corrente: 19.643-8.

 

Favor depositar o comprovante junto com o envelope no gazofilácio ou enviar para: tesouraria@ccpmacae.org

Para contatar a Administração da Igreja, envie um e-mail para o Presb. Plínio administracao@ccpmacae.org