Boletim nº 21 - 14 de Fevereiro de 2021

O Dia da Mulher Presbiteriana

Pr. Renato Prates

mulheres.jpeg

Aqui, algumas das mulheres que servem ao Senhor na Quarta Igreja.

Neste segundo domingo de fevereiro, a Igreja Presbiteriana do Brasil tem o prazer de comemorar o Dia da Mulher Presbiteriana em todo o território nacional. Esta data tem sido celebrada desde 1941, de acordo com o histórico da Confederação Nacional de SAF’s (Sociedade Auxiliadora Feminina):

 

“O Dia da Mulher Presbiteriana começou a ser comemorado a partir do Primeiro Congresso Nacional das SAFs, realizado em 1941, na IPB do Riachuelo, Rio de Janeiro. Ficou resolvido naquele Congresso adotar o segundo domingo do mês de fevereiro como o Dia da Mulher Presbiteriana. A data escolhida foi uma homenagem à Dna. Cecília Rodrigues Siqueira, que aniversariava. Cecília era a Secretária Geral do Trabalho Feminino, cargo em que permaneceu por mais de quinze anos consecutivos, de 1938 a 1954. […]. O Supremo Concílio de 1954, reunido em Recife / PE, atendendo ao pedido da Confederação Nacional do Trabalho Feminino, oficializou, então, o 2º domingo de fevereiro como o Dia Nacional da Mulher Presbiteriana”.

 

De 1941 para cá, estamos comemorando exatos 80 anos de celebrações de Mulheres Presbiterianas, mas isto não significa que nossas irmãs estejam ficando ultrapassadas ou obsoletas. De forma alguma! Nestes oitenta anos, nossas irmãs avançaram no trabalho feminino dentro e fora do templo, se envolveram em causas missionárias e sociais, assumiram cargos de confiança dentro da igreja e na sociedade, estudaram, se formaram, trabalharam e lutaram pelos seus direitos civis e sociais, como imagem e criação de Deus. Elas foram verdadeiras mulheres virtuosas!

Estas mesmas mulheres presbiterianas venceram dificuldades e preconceitos, numa sociedade dominada pela figura masculina, tanto dentro de casa quando em sua vida profissional e social. Muitas foram agredidas, violentadas, impedidas de se pronunciar, de trabalhar, de estudar, enfim, de serem mulheres, conforme o propósito de Deus para elas.

Agora eu gostaria que você imaginasse um mundo sem mulheres. Isto mesmo, um mundo sem namoradas, noivas, esposas, mães, avós, tias, irmãs, primas, amigas, vizinhas, sem as profissionais competentes, sem as obreiras fiéis, sem o colo que nos afaga quando precisamos de abrigo emocional.

Ao contrário do que dizem, as Escrituras Sagradas não são machistas. Obviamente que elas refletem o que chamamos de contexto histórico e social de uma sociedade patriarcal, onde  figura masculina tinha domínio quase total sobre a família, os negócios e a religião. Ferir a esta estrutura social não seria edificação, mas motivo de escândalo para a sociedade daquele tempo. Todavia, enxergamos mulheres extraordinárias na Bíblia, como Eva, que foi a mãe da humanidade; como Sara que gerou o povo de Israel na sua velhice; como Rebeca, a mãe das 12 tribos de Israel; como Mirian, profetiza e adoradora; como Ester, a rainha libertadora; como Débora, a juíza guerreira; como Ana, a mãe de um dos maiores profetas bíblicos; como Maria, a mãe de Jesus; como Isabel, a mãe do profeta João Batista; como Suzana, a sustentadora do ministério do Messias; como Priscila, a missionária fazedora de tendas; como as milhares de mulheres cristãs que são exemplos para todos nós, pelo seu testemunho de fé e perseverança; e como você, querida mulher presbiteriana que tem sustentado o seu lar, mesmo diante de maridos infiéis, de filhos difíceis, de problemas financeiros, de enfermidades e de todo o preconceito ainda vigente na nossa sociedade.

Nossa oração ao pai nesta data revela nossa gratidão pela vida de cada uma de vocês na nossa história, desde a mais nova até a mais experiente mulher presbiteriana. Certamente, sem vocês a igreja do Senhor não teria chegado até aqui e sem vocês, certamente, ela não cumprirá sua missão na terra.

Deus seja louvado pela sua vida, querida mulher presbiteriana!

Sem Medo de Olhar para o FuturoQuarta Palavra
00:00 / 02:10

Pedidos de Oração

​​​

Pelo fim da pandemia.

Pela chegada do Rev. Renato e Juliana.

Pelo Conselho.

Pela Junta Diaconal.

Pelos Ministérios da Igreja.

Pelos enfermos.

Pelos desempregados.

Pelas Missões.

Pela cidade de Macaé.

Pelo Estado do Rio.

Pelo Brasil.

Pelos afastados do Evangelho.

Pelos novos crentes.

Pelos perdidos.

Renião de Oração

Toda Sexta-feira, 6:00 h

Responsáveis:

Presb. Anderson

Cláudia

Lucília

08/02 - Renato Bersot

11/02 - Maria de Lourdes

13/02 - Carla Faria

17/02 - Anderson Poltronieri

21/02 - Caroline Fernandes

26/02 - Silvia Regina Fernandes

28/02 - Glaucéli Louzada

28/02 - Luciane Ribeiro

Durante o período da pandemia o pastor da igreja tem estado disponível para aconselhamentos e reuniões em geral, pelo telefone e internet.

Se você tem alguma necessidade específica procure o pastor da igreja para ser atendido adequadamente. Você pode fazer isto pessoalmente ou através do telefone: (22) 98124-4283.

Por enquanto, as visitações nos lares e atendimentos presenciais no gabinete estão suspensos, por conta da pandemia.

Entre em contato e seja pastoreado amorosamente!

Toda nossa programação, escala da equipe pastoral, novos eventos você encontrará no Menu > Agenda e Eventos.

Ao selecionar um evento, você verá na descrição as informações referentes.

Experimente agora! Clique no botão acima.

Dados Bancários :

Quarta Igreja Presbiteriana de Macaé.

CNPJ: 16.701.498/0001-50. 

Banco Itaú (341).

Agência: 0941.

Conta-Corrente: 19.643-8.

 

Favor depositar o comprovante junto com o envelope no gazofilácio ou enviar para: tesouraria@ccpmacae.org

Para contatar a Administração da Igreja, envie um e-mail para o Presb. Plínio administracao@ccpmacae.org