Boletim nº 55 - 10 de Outubro de 2021

CURA PARA A ALMA

SALMOS 32​

por Rev. Renato Souza Prates

Mulher com a Bíblia

            Noel Coward, famoso escritor inglês, certa vez resolveu pregar uma peça. Ele escreveu um bilhete para 20 homens famosos de Londres, que dizia: “Todo mundo descobriu o que você está fazendo. Se eu fosse você, eu sairia da cidade!”. Reza a lenda que todos os 20 homens fugiram de Londres!

            Agora imagine que você tenha recebido a mesma mensagem. Qual seria a sua reação?

            Esta breve história exemplifica bem o que somos – Todos nós, sem exceção – somos pecadores!

            Basta um churrasco com os oficiais da igreja e você descobrirá diversos pecados ocultos – Brincadeiras a parte...

            É importante enfatizar que a igreja é o lugar dos pecadores, mesmo para nossas crianças. Certa vez Juliana estava lecionando sobre pecados para as crianças da igreja e ela declarou que todos na igreja eram pecadores, inclusive o pastor. Uma criança espantada perguntou: Até o pastor? Juliana respondeu: Sim. A criança exclamou: Cruzes!

            Mesmo sendo regenerados e filhos de Deus, todos nós continuamos pecadores. Mesmo crentes já experientes, muitas vezes se pegam mentindo, enganando, maldizendo, se rebelando e maltratando. É bem verdade que, uma vez convertidos por Cristo, nos tornamos pecadores diferentes, somos pecadores arrependidos. Ou seja, já não pecamos por alegria ou temos prazer em continuar pecando, mas nos entristecemos profundamente pelos nossos pecados, os confessamos e procuramos deixá-los. Já pecadores não arrependidos ou não convertidos continuarão pecando propositalmente, dia após dia, sem qualquer arrependimento e ainda se gabarão dos seus pecados!

            O fato é que o pecado é uma das principais causas das enfermidades da alma. O sentimento de culpa causado pelo pecado adoece, fere, perturba e mata. Nas Escrituras Sagradas, o sinônimo de pecado é morte. Efésios 2.1 declara que Jesus nos deu vida, estando nós mortos em nossos delitos e pecados!

            O Salmo 32 é uma canção de penitência de Davi, que muito tem a ver com o Salmo 51, pois diz respeito ao tempo que Davi pecou contra o Senhor cometendo um homicídio e um adultério, com Bateseba.

            O Salmo 32 revela a cura da alma decorrente do perdão de Deus, recebido por Davi.

 

AS BEM-AVENTURANÇAS, 3 DEFINIÇÕES DE PECADO e 3 AÇÕES DO SENHOR – vv.1-2

            Nos versos 1 e 2 do Salmo 32 encontraremos o termos “BEM-AVENTURADO”, que significa abençoado ou feliz. Em outras palavras, é FELIZ OU ABENÇOADO aquele que tem o seu pecado perdoado. É interessante notar que este Salmo faz eco com o Salmo 1 em revelar como ter uma vida abençoada. Contudo, há uma diferença fundamental: No Salmo 1 a bem-aventurança ocorre em decorrência dos atos humanos, como não se deter no caminho dos pecadores e não se assentar na roda dos escarnecedores. No Salmo 32, a ênfase recai sobre o perdão divino. Neste Salmo, Deus é o agente de uma vida plena.

            Os versos 1 e 2 também trarão três definições de pecado no hebraico: Transgressão e pecado (verso 1) e iniquidade (verso 2).

            Embora a versão Revista e Atualizada que usamos não empregue a palavra “transgressão” no verso 1, é esta palavra que aparece no original. Transgressão significa REBELIÃO CONTRA DEUS. Ou seja, o indivíduo peca quando se rebela contra o Senhor.

            Ainda no verso 1 aparece a palavra PECADO, que significa ERRAR O ALVO. A ideia de pecado na bíblia é interessante, porque ilustra o arqueiro que tenta mirar o alvo com seu arco e flexa e o erra completamente. Neste sentido, quem peca erra o alvo, que é obedecer a Deus.

            O terceiro sinônimo de pecado está no verso 2 e é a palavra INIQUIDADE. INIQUIDADE significa distorção. A ideia é que quando pecamos, nós distorcemos o sentido do pecado, tentando justificá-lo como sendo algo justo, humano e normal. É por conta disto, que muitas práticas pecaminosas condenadas pelas Escrituras já não são mais consideradas pecado pela sociedade pós-moderna.

            Há também nos versos 1 e 2, três ações perdoadoras de Deus:

            PERDÃO, que significa tomar o peso do pecado.

            PECADO COBERTO, que significa o apagar de uma quebra de lei.

            INIQUIDADE NÃO ATRIBUIDA ao pecador.

AS CONSEQUÊNCIAS DO PECADO – vv. 3 e 4

            As consequências do pecado descritas por Davi são:

· Somatização: Envelhecimento dos ossos

· Aflição da alma, expressa por gemidos constantes

· A mão do Senhor pesando sobre ele, em oposição ao perdão que leva sobre si o fardo do pecado

· Sequidão da alma pelo calor do Sol da Justiça

 

A CONFISSÃO (Verso 5)

 

            Mesmo que saibamos que Davi somente confessou seu pecado depois de ser denunciado pelo Profeta Natã (2 Sm 12), o que também muitas vezes ocorre conosco, já que somos constantemente denunciados pela Palavra de Deus, Davi resolve confessar o seu pecado e então passa a sentir o perdão de Deus em sua vida.

            Davi confessou todo o seu pecado e recebeu todo o perdão de Deus!

            Se confessarmos todo o nosso pecado, de coração aberto, receberemos o perdão pleno da parte de Deus!

 

O EXEMPLO DO ATO DE DAVI NA VIDA DE OUTROS (Verso 6-11)

· Confissão dos outros (v.6)

O exemplo de confissão de Davi servirá para que outros também alcancem o perdão.

Quando outros irmãos e pecadores veem que nós reconhecemos e confessamos os nossos pecados, eles também farão o mesmo. Precisamos entender que o mundo não espera perfeição de nós, ele espera arrependimento genuíno.

· Alegria (vv.7 e 11)

Quando recebemos o perdão de Deus, o nosso coração volta a ter a alegria da salvação. Este é o pedido de Davi ao Senhor no Salmo 51.12.

A alegria que sentimos quando temos os nossos pecados perdoados, será percebida por outros pecadores, que desejarão a mesma alegria.

 

· Ensino para os outros (vv.8-9)

A confissão de pecados é pedagógica. Ela vai ensinar desde a criança até o mais idoso na igreja a confessar o seu pecado.

A ideia no verso 9 é não sermos teimosos como os equinos, que precisam de freios para serem guiados, mas de reconhecermos o nosso pecado pelo ensino da Palavra de Deus.

 

· Misericórdia (v.10)

A misericórdia do Senhor manifestada em nossa vida, será percebida por outros, que a experimentarão também, através da confissão.

 

CONCLUSÃO

            Nesta primeira reflexão, nós aprendemos que a cura da alma está relacionada à confissão de pecados a Deus. Quando isto ocorre, a paz do Senhor invade o nosso ser e recebemos novamente a alegria da salvação. Nossa mente e nosso corpo se fortalecem e o Espírito de Deus age livremente através de nós.

            Será que existe algum pecado que você gostaria de confessar ao Senhor hoje, mesmo depois do momento de contrição deste culto? Se existe, este é o momento certo para fazê-lo!

Pedidos de Oração

​​​

Pelo fim da pandemia.

Pela chegada do Rev. Renato e Juliana.

Pelo Conselho.

Pela Junta Diaconal.

Pelos Ministérios da Igreja.

Pelos enfermos.

Pelos desempregados.

Pelas Missões.

Pela cidade de Macaé.

Pelo Estado do Rio.

Pelo Brasil.

Pelos afastados do Evangelho.

Pelos novos crentes.

Pelos perdidos.

Renião de Oração

Toda Sexta-feira, 6:00 h

Responsáveis:

Presb. Anderson

Cláudia

Lucília

02/10 Pedro Louzada Poltronieri

02/10 Zenaide Gomes Pregioni

13/10 Isabella Maciel de Souza Lucas

16/10 Renato Souza Prates

20/10 Marcos Aurelio Rodrigues dos Santos

22/10 Ana Lucia da Cruz Santos

30/10 Luísa Barbosa Alves Feijó

O pastor está atendendo no gabinete pastoral na Sede Administrativa e também está disponível para aconselhamentos e reuniões em geral pelo telefone e internet.

Se você tem alguma necessidade específica procure o pastor da igreja para ser atendido adequadamente. Você pode fazer isto pessoalmente ou através do telefone: (22) 98142-4006.

Por enquanto, as visitações nos lares estão suspensas, por conta da pandemia. Entre em contato e seja pastoreado amorosamente!

Clique no título para conhecer a agenda pastoral.

Toda nossa programação, escala da equipe pastoral, novos eventos você encontrará no Menu > Agenda e Eventos.

Ao selecionar um evento, você verá na descrição as informações referentes.

Experimente agora! Clique no botão acima.

Dados Bancários :

Quarta Igreja Presbiteriana de Macaé.

CNPJ: 16.701.498/0001-50. 

Banco Itaú (341).

Agência: 0941.

Conta-Corrente: 19.643-8.

Chave PIX: 16701498000150

Envio de comprovantes ou assuntos administrativos, entre em contato.